Reforma de vestido ou porque não pratico rolezaum no shopim

Jan 24

Prometo poupá-los de ter que ler aqui teorias profundas sobre o mais novo fenômeno do momento: os rolezinhos. Portanto, apesar do título aí em cima, podem continuar lendo este post sem medo, porque juro que não sei teorizar sobre gente se reunindo em shopping e seguranças/polícia descendo o pau. Mas explico: faz uns 5 anos que peguei um banzo geral de shopping por motivos variados. Primeiro, porque não moro mais perto de um, depois porque compro quase tudo de que preciso pela internet. Tem também o fato de os shoppings cobrarem estacionamento. Não acho que seja mera pão-durice da minha parte, acho descortês cobrar do freguês que vai até o seu estabelecimento disposto a comprar, ainda mais quando o faturamento do shopping já é tão alto. Enfim… Aquilo também está cada vez mais lotado, com produtos cada vez mais caros e meia-boca. Então não fica difícil concluir que eu não tenho mais nada pra fazer lá! Claro que às vezes eu vou, porque não dá pra fugir e você precisa de algo que só tem lá ou é mais fácil conseguir lá e não sou dada a radicalismos, mas vou nos horários mais esdrúxulos e ermos, tipo 10h da manhã (sou uma pessoa que espera os estabelecimentos abrirem, geralmente acompanhada de velhinhos e velhinhas fofas. Adoro!). Com um filho pequeno, cada vez mais esperto, também não quero que ele associe shopping a um passeio ou programa de família, em que você só vê mercadorias, compra, come comida ruim, paga caro e, de brinde, ainda pode ser esnobado pelas vendedoras se não está com roupas de grife (até quando isso?!). Quero que ele entenda que aquilo lá é apenas um amontoado de lojas, aonde a gente vai quando precisa comprar alguma coisa que tem lá. Só isso!

O fato de costurar e ter birra de shopping e de provadores me estimula muito a comprar roupas online. Costurar, claro, ajuda a aplacar aquele medinho de a peça não servir. Dá uma sensação de poder (yes)! Às vezes, compro peças que ficam compridas demais, largas demais, não gosto de algum detalhe… mas sei que posso arrumar para ficar bem em mim e eu até gosto de reformar!

Estava com este vestido no guarda-roupas há uns meses. Achei que tinha potencial, afinal o tecido é bom e está bem costurado, mas vesti e me senti fugida de um pré-operatório, sabe, ficou com cara de hospital! Resolvi dar uma acinturada e o cortei ao meio. Foi preciso um tantinho de coragem (glupt!)

Aí overloquei e fiz pences (6 na frente e 2 atrás):

Dei uma franzida na saia para se ajustar à parte de cima, juntei as peças e deu um vestido bem legal, que estou usando muito! A foto abaixo não mostra muito bem como ficou, eu sei (na verdade, fiz a foto pra mostrar a bolsa). É uma das únicas que tenho, mas acho que dá pra ver que agora tá vestindo bem!

♥♥♥

Leia mais

ano novo com bermuda nova!

Jan 21

 

Sabe aquele ditado da casa do ferreiro? Pois é, me curvo a quem o inventou! Eu costuro trocentas peças no ano para o Tofu Studio e um punhadinho só pro meu filho. Fuéén! Fiz essa bermudinha com um jeans listrado que está no armário há uns 5 anos (!!!). Acho uma graça, mas nunca tinha arrumado uma peça boa pra fazer com ele. Aí pra dar uma alegrada juntei uma faixa amarela nas laterais. Passei elástico na cintura e fiz caseado, como os de botões, para passar um cordão. É tão fácil que me deu um tremendo desânimo pra comprar bermudas nas lojas.

Voilá! Bermuda nova para uma criança com toda a energia do mundo!

 

Leia mais

fazendo almofadas com fechamento em zíper – é sopa!

Aug 17

 

Taí um projeto nível moleza pro fim de semana! Eu tinha 1 metro desse tecido pra estofado lindinho, com ondas amarelas, que ornam direitinho com o sofá, sem ficar muito “combinandinho”, do jeito que eu gosto! Pensei em fazer acabamento com vivo, pensei em fazer bordas fofinhas como esta aqui, mas acabei optando pelo jeito mais simples e preguiçoso mesmo: zíper no fechamento e nenhum acabamento. Sabem como é: o tempo tá curto, tenho uma criatura fofa que me chama a todo momento e o sofá, o Eric, a casa precisavam de almofadas pra ontem!

Comprei uma fibra acrílica pronta para rechear almofadas. Esta retangular, de 50 x 30cm, comprei na Tok Stok, por um precinho camarada. Ela já vem com capa de TNT (o TNT que eles usam é vagaba demais, rasga à toa, mas como ele vai ficar dentro da capa, acho que vai dar pro gasto):

Cortei 2 pedaços de tecido com cerca de 2cm a menos na altura e na largura do que as dimensões do recheio acima. Sapequei zíperes amarelos lá do estúdio e overlockei todas as extremidades, porque o tecido desfiava horrores:

Aí foi costurar o zíper nas 2 faces da almofada, frente e costas. É beeem melhor usar o calcador para zíper, mas eu estava em casa e estava sem o bendito, daí foi com o calcador simples mesmo, na dificuldade:

Depois é juntar os 2 tecidos, face com face, e fechar! Se você é iniciante e não sacou o processo, tem um tutorial bacana aqui!

Como eu tirei poucas fotos, não deu para fazer um passo-a-passo bem detalhado… sorry!

E ó, meu sofá novo ficou lindão! Agora sim, posso dizer que ele é 100% feito à mão, feito por nós de cabo a rabo ♥

 

Leia mais

uma blusa de cambraia de algodão

Jul 27

Desencavando projetos antigos… fiz essa blusa há tempos e a uso demais e não sei por que raios ela não está aqui neste blog! Ela até já apareceu no Tofu junto com uma malinha de mão!

Usei só 1 metrinho de uma cambraia japonesa linda com essa estampa delicada, com uma carinha retrô fofa. Ela estava aqui de bobeira faz tempo. Aliás o que mais tenho é tecido que comprei pensando em fazer uma blusa, um vestido, um casaco (as ideias são sempre geniais e urgentes quando estamos nas lojas, né!?) e eles foram se multiplicando, se amontoando… ô vício, viu! Acontece que o tempo é sempre muito mais curto que meus projetos! Aí a conta não fecha, as coisas não se equilibram.

O legal de fazer minhas roupas é que passei a valorizar meu tamanho, porque ser pequena é bem econômico. 1 m ou 1,5 m de tecido dá pra fazer muita coisa. Nessa blusa, ainda deu pra fazer essa gola laço espetáculo (que eu adoro!). Ela fica ótima usada com cardigans, jeans e sapatilhas, combinação charmosa, fácil e rápida, como eu gosto!

♥♥♥

Leia mais

para reformar suas calças

Oct 13

Uma dica rapidinha para as costureiras de mãos ávidas: sabem como fazer aqueles ajustes básicos, mas chatinhos, em calças? Afinar pernas, ajustar o bumbum, os quadris, a barriga, a cintura… são tantos detalhinhos para a calça ficar perfeita! A Coletterie, site prendado que eu adoro, fez uma série muito bacana sobre ajustes de calça, muito instrutivo, que pode ajudar muito quem engordou, emagreceu, engravidou e é adepta das reformas e reciclagens!

Leia mais