Arquivo da tag: bolo

1 ano de Erix (o pequeno japonês-gaulês)!

Foi ontem! Eric deu uma voltinha no calendário e perfez seu primeiro ano! Teve chuva e trovões na hora do nascimento, exatamente como há um ano (espero ser sinal de bom agouro)! Terá festinha no domingo, mas ontem soprou a primeira velinha com os pais, assim que chegamos em casa.

Este primeiro ano foi:

arrebatador,

edificante,

inesquecível,

energizante,

desafiador,

corrido,

exigente

e feliz, de um jeito novo! A felicidade que mais tem sentido está dentro e não lá fora!

♥♥♥

 

Bolo de fubá para um finzinho de tarde mais bacana!

Sou uma pessoa que ainda tem caderninho de receitas escrito à mão. Outro dia fiz de novo esse bolinho de fubá, só que fiz em ramequins (palavrinha besta, canecas dão na mesma!). Pediram a receita, mas eu nunca sei de onde vieram as receitas que tenho (preciso começar a prestar atenção nisso). Anyways, a receita desse bolo eu acho que veio do verso de alguma embalagem, não sei se foi do fubá ou do leite de coco… mas eu gosto dele por levar leite condensado. Acho qualquer bolo de fubá carinhoso e aconchegante, ótimo para saborear num fim de tarde com visitas em casa!

Este é fácil e é assim:

Bolo de Fubá

3 ovos (gemas e claras separadas)

2 colheres (sopa) de manteiga em temperatura ambiente

1 lata de leite condensado

1/2 xícara (chá) de leite

1 xícara (chá) de leite de coco

2 1/2 xícaras de fubá

1 colher (sopa) de fermento em pó

um punhado de parmesão ralado para polvilhar

 

Pré-aqueça o forno em temperatura média.

Bata a manteiga com as gemas até ficar cremoso. Junte o leite condensado, leite, leite de coco e misture. Acrescente o fubá e o fermento.

Em outra tigela, bata as claras em neves (até formar picos moles) e incorpore à primeira mistura.

Deite em forma untada e enfarinhada ou em forminhas individuais, polvilhe o parmesão e leve ao forno (uns 40 minutos). Faça o teste do palito para garantir :D

Para a mamãe: bolo de maçãs com passas e crostinha de amêndoas

Sou da opinião de que nenhum presente é mais bacana do que aqueles feitos artesanalmente, com as mãos, por nós mesmos ou por pessoas que depositam todo o carinho no que fazem, ainda mais presentes para pessoas especiais como a mamãe! Acho que vale mais o tempo, a paciência e o afeto para pensar e preparar algo para ela do que ir a um shopping abarrotado e comprar aquele-mesmo-badulaque-massificado-de-sempre.

E olha só que carinho seria levar um bolinho junto com o presente da mamãe neste domingo, tomar um café da tarde bem gostoso e botar a conversa em dia! Acho que um bolinho de maçã integral tem carinha de mãe (esse é integral mesmo, usei até a casca das maçãs), pelo menos acho perfeito para afagar o paladar da minha! Aí testei esta receita da Rita Lobo, mas fiz tantas alterações que virou praticamente outro bolo. Ele perfumou a casa toda, ficou úmido na medida, com as maçãs e passas passeando lá no meio, um gostinho leve de conhaque e a crocância da crosta de amêndoas… perdição! Vão vendo:

Separem aí o que vocês vão precisar:

Para a crosta:

2 colheres (sopa) de manteiga sem sal em temperatura ambiente

1/2 xícara de açúcar

1/2 xícara de amêndoas torradas e picadas

canela a gosto

Misture tudo e reserve.

Para o bolo:

3 maçãs fuji

1 1/2 xícara (chá) de farinha de trigo integral

1/2 xícara (chá) de farinha de trigo

3/4 xícara (chá) de açúcar mascavo claro

2 ovos grandes

1/2 xícara de uvas passas (usei brancas)

1/2 xícara de óleo (usei de girassol)

1/2 xícara de conhaque

1 colher (chá) de extrato ou essência de baunilha

1 colher (chá) de fermento em pó

1 colher (chá) de bicarbonato de sódio

1 pitada de sal

suco de meio limão

Primeiro unte uma forma com manteiga e polvilhe canela (usei forma de pão de 24 cm). Ligue o forno a 180 graus.

Descasque as maçãs (reserve a casca) e pique-as. Junte as passas, o suco de limão, o conhaque e deixe marinando (se quiser, pode acrescentar um pouco de açúcar)

No liquidificador, bata as cascas das maçãs, o óleo, ovos e a essência de baunilha. Reserve

Numa vasilha grande, peneire todos os ingredientes secos. Adicione o conteúdo do liquidificador e incorpore.

Junte as maçãs e as passas e misture delicadamente.

Distribua a misturinha da crosta por cima da massa e leve ao forno por uns 40 a 50 min ou faça o teste do palito.

aí é só caprichar na embalagem! Nós já postamos o molde para fazer a embalagem ultra-charmosa da foto aí de cima. Vem aqui ó!

domingo de bolo e chuva!

Nesse domingo cismei que tinha que fazer um bolo, mas um bolo integral, que fizesse me sentir em casa, aconchegada com o barulho da chuva que caía lá fora. Aí resolvi usar as cenouras que estavam lá no fundo da geladeira, nas últimas, pedindo para serem consumidas pra ontem. A receita é da Pitadinha, bloguinho que eu adoro, mas fiz as adaptaciones de praxe. O bolo agradou muito o meu paladar, pois ele tem mel, que eu adoro!

Meu bolinho foi feito assim:

Bati 2 cenouras picadas, 3 ovos, 1/2 xícara de óleo de girassol, 1/2 de mel e 1/2 de açúcar mascavo, tudo no liquidificador.

Enquanto o liquidificador trabalhava, eu despejava 2 xícaras de farinha de trigo integral numa vasilha e misturava com 1 colher de sobremesa de fermento em pó. Depois é só verter o líquido que você bateu e misturar muito bem. Eu acrescentei amêndoas picadas que eu tinha em casa e ficou divino! Asse em forno pré-aquecido a 180ºC. Muito simples!

Depois fiz uma calda com 4 colheres de sopa de leite, 2 de mel e 5 de chocolate em pó (dos padres). Levei ao fogo até dar uma engrossadinha. Eu gosto de pouca cobertura, só uma camadinha fina está mais que ok pra mim, mas fiquem à vontade!

café da tarde

Cafezinho

Quando o mundo parece que vai desabar com tantas encomendas, e-mails, fornecedores entregando coisas que você nem se lembra que pediu, eu faço uma pausa aqui no estúdio para um cafezinho bem-bom para recompor a sanidade. A gente precisa de mais tempo nessa vida, não é? Eu tento cavar minutos do meu dia para fazer coisinhas prazerosas, mesmo que seja para um expresso (bem expresso) e um bolinho de laranja =)

gentilezas – parte 2

bolo-de-maca.jpg

Posso dizer que estou quase iniciando minha intrépida campanha particular pelos mimos doces, delicados e handmade! Sim, eles dão trabalhinho e demandam tempo, mas se não dispensarmos nosso carinho por aqueles pelos quais temos mais afeto, com o quê gastaremos nossas preciosas horas e neurônios? Presentinhos e lembrancinhas podem ser caras, podem vir da França, podem ser metidas a besta, mas eu garanto que não têm o mesmo efeito de algo que você mesma criou, fez com suas próprias mãos pensando na pessoa querida!

Isto posto, vamos à fotinho aí de cima: fiz um bolinho para levar na casa de minha mamãe, divino, com maçãs, passas e nozes (toda vez que eu como alguma coisa com esses 3 ingredientes eu agradeço de joelhos ao sujeito que inventou essa combinação, ô criatura iluminada!). A receitinha veio daqui e é altamente recomendável.

Continue lendo gentilezas – parte 2